Coordenadora do Espaço Cultural Alagados recebe prêmio em reconhecimento por seu trabalho social


RTEmagicC_0d0068b981.jpg

As mulheres premiadas pelo 7º Prêmio Barra Mulher // Foto: Divulgação

Na noite de ontem (08), quando se comemorou o Dia Internacional da Mulher, Jamira Muniz, a coordenadora do Espaço Cultural Alagados, espaço cultural administrado pela Secretaria de Cultura do estado da Bahia (SecultBA) recebeu o prêmio Barra Mulher, iniciativa do Shopping Barra, que reconhece anualmente o trabalho de dez mulheres baianas por um mundo mais igualitário.

Em sua sétima edição, o evento tem como objetivo evidenciar a importância que a mulher conquistou na vida das pessoas em diversos segmentos da sociedade. Jamira foi premiada por seu trabalho com arte-educação na comunidade do Uruguai, formando crianças e adultos na área cultural e sempre estabelecendo o diálogo com a consciência cidadã.
Jamira Muniz está há sete anos à frente da coordenação do Espaço Cultural Alagados, mas há mais 25 anos já trabalha como educadora social. A coordenadora acredita que é possível transformar a realidade de uma comunidade através da educação e da cultura. Então, foi nesta direção que ela desenvolveu o seu trabalho no Espaço Cultural Alagados, onde, hoje, toda comunidade do bairro do Uruguai e toda península do Itapagipe entende este espaço como um local de transformação social, que pertence a todos. “Universidades formam professores, mas educadores são formados no dia-a-dia. A cultura é fator decisivo na formação de um cidadão”, defende.
Além de Jamira, foram homenageadas a pedagoga Débora Cohim, a jornalista Leticia Muhana, a médica Lídia Barbosa Salles, a empresária Aurora Mendonça, a delegada Carmen Dolores Bittencourt, a professora universitária Beth Dantas, a jornalista Maíra Azevedo, a museólogoa Bárbara Santos e publicitária Vera Rocha. Durante os dias 09 a 31 de março, no 4º piso do Shopping Barra, acontece uma exposição contando a trajetória das dez mulheres homenageadas.
O Espaço Cultural Alagados – Espaço Cultural administrado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, foi inaugurado em 1989 e está localizado no fim de linha do Uruguai. Sua criação foi resultado da luta de artistas e agitadores culturais da localidade por um espaço que atendesse suas demandas de apresentações, ensaios e mobilização cultural. Destaca-se neste espaço a programação voltada para o público infantil, principal freqüentador. O Espaço mantém forte relação com movimento social e com a comunidade. Seja como produtor, proponente, artista ou plateia, as pessoas participam do cotidiano do Espaço Cultural.
Anúncios