SecultBA abre inscrições para a segunda chamada do edital Mobilidade Artístico-Cultural


edital_fundo_mobilidade2016__3

A segunda chamada do edital Mobilidade Artístico-Cultural do Fundo de Cultura, mecanismo de fomento gerido pela Secretaria da Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), será aberta no próximo dia 5 (quinta-feira) e se estende até 3 de junho. Podem ser inscritos projetos com atividades programadas para o período entre novembro de 2016 e janeiro de 2017. Esse edital tem a característica de financiar iniciativas de residência, formação, intercâmbio e difusão cultural dentro do Brasil e também no exterior.

Recentemente, o músico Armandinho Macedo, contemplado pelo edital, esteve em Madri, na Espanha, onde realizou um workshop sobre guitarra baiana e alguns shows com participações especiais de músicos locais visando dar visibilidade à produção musical baiana. Em outros anos, foram beneficiados projetos como o Festival de MPB em Barcelona (2012), bolsas de estudo para dançarinos, músicos, estágios de formação artística, residência em produção circense e outros. Na edição de 2015, foram contempladas 32 propostas de iniciativas de residência, de formação, de intercâmbio e de difusão artístico-cultural no Brasil e no exterior.

Na primeira chamada de 2016, realizada entre março e abril, foram enviadas 64 propostas, com 33 projetos inscritos. Segundo o diretor de Fomento à Cultura, Matias Santiago, os trabalhos passarão por análise técnica e seguem para a coordenação da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), onde serão observadas adequação e execução da proposta. “Será feita agora uma análise de mérito das propostas, sendo em última instância apreciadas pela Comissão Gerenciadora do Fundo de Cultura. Cada uma das chamadas tem um valor limite de R$ 250 mil, sendo que o edital permite a participação de todos os segmentos culturais”.

Destaque para a área de música, com o maior número propostas apresentadas, seguida de artes visuais e dança. As áreas de literatura, audiovisual, circo, cultura digital, gestão cultural e teatro também foram contempladas.

De acordo com o superintendente de Promoção Cultural da SecultBA, Alexandre Simões, o edital tem como objetivo contribuir com a política cultural do Estado, inserindo de forma qualificada o que se produz na Bahia nos cenários nacional e internacional. “A ideia do edital é promover o diálogo intercultural, investir na profissionalização de agentes locais e aprofundar a cooperação artística e cultural no Brasil e fora dele”.

A terceira chamada do edital será realizada entre os dias 11/07 e 09/08 e contemplará projetos com atividades programadas para os meses de fevereiro a abril de 2017. As propostas têm valor limite de R$ 50 mil para projetos de intercâmbio e difusão; e R$ 25 mil para projetos de Residência Artística e Cultural e Formação Artística e Cultural.

Sobre o Edital Mobilidade Artística e Cultural

Para as residências artísticas e culturais, o edital contempla a permanência fora do estado ou país de domicílio, por um período mínimo de seis semanas, de artistas ou profissionais da cultura para se concentrar inteiramente em um projeto específico que esteja em fase de pesquisa, concepção, produção ou finalização. Para as formações artístico-culturais, o edital prevê a participação de artistas ou profissionais da cultura em cursos, oficinas ou estágios, fora do estado ou país de domicílio, em entidades de referência no domínio das artes e/ou da cultura, que contribuam para o aperfeiçoamento, a qualificação e a capacitação técnica e/ou artística do proponente.

Já no aspecto do intercâmbio e difusão, o edital proporciona a troca de conhecimentos e experiências, bem como a circulação e a distribuição de produções artísticas e culturais em outro estado brasileiro ou país, contemplando a participação de artistas e profissionais da cultura em atividades culturais nacionais e internacionais, podendo a viagem destinar-se a apresentação de trabalho próprio; circulação de artistas ou grupos baianos; pesquisa e prospecção; promoção de bens e serviços culturais (participação em feiras setoriais); construção e dinamização de redes, entre outros.

Como se inscrever – As inscrições serão feitas por meio físico, com envio de documentação via Correios. Confira abaixo o edital, formulários para download e as documentações obrigatórias a serem anexadas:

A SecultBA proporciona atendimento através da Central de Atendimento Integrado para orientar interessados e proponentes. A Central funciona de segunda a sexta-feira, das 14h às 17h, através do telefone (71) 3103 3489, e¬mail mobilidade@cultura.ba.gov.br, ou presencialmente, no endereço Palácio Rio Branco, Praça Thomé de Souza, s/n, térreo – Centro, CEP: 40.020-¬010 – Salvador/Bahia.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico e culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias Estaduais de Cultura e da Fazenda da Bahia. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse:Mobilidade Artística e Cultural 2015.

Anúncios