Bahias Intemporais realiza espetáculo e oficina no Cine-Teatro Solar Boa Vista


cenatropifagica site foto

Foto: Divulgação

Com o intuito de formar e difundir trabalhos artísticos em multilinguagem, o projeto Bahias Intemporais continua suas atividades com o espetáculo “A Bahia de Smetak” no Cine-Teatro Solar Boa Vista – espaço cultural administrado pela Secretaria de Cultura da Bahia (SecultBA) – nos dias 12 e 13, às 14h, com classificação livre. Já nos dias 24 a 27, às 14h, com classificação de 16 anos, acontece a Oficina “Tropifagia: do Caos ao Corpo”. As inscrições podem ser realizadas através do site. As entradas são gratuitas. A iniciativa conta com apoio financeiro do Fundo de Cultura da Bahia, mecanismo de fomento gerido pelas secretarias de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e da Fazenda (Sefaz).

O público de todas as idades pode apreciar o espetáculo que é apresentado pelo Balé Jovem de Salvador. Na oficina, através de canções e dos movimentos corporais, busca-se trazer a ampla diversidade de expressão cultural da Bahia. “Tropifagia é uma brincadeira ‘semântico-linguística’ que significa comer (alimentar-se) os trópicos ou o país tropical, tropi. A pesquisa desenvolvida dialoga com a poética brasileira a partir da ressignificação de seus símbolos”, explica os organizadores do projeto. A oficina é ministrada por Isaura Tupiniquim.

O projeto – Conta com a curadoria de Thiago Pondé em sua 1º edição. O projeto tem como objetivo circular trabalhos autorais pelas cidades de Salvador e Vitória da Conquista, possibilitando o acesso a cultura e sua diversidade, também o acesso a espetáculos e programações de artistas e nacionais. Realiza intercâmbio cultual entre artistas e grupos artísticos com a finalidade de uma troca de repertório e técnicas artísticas. Propõe programações com artistas de renome e de início de carreia a fim de estimular a continuidade de profissionais jovens adentrarem o mercado cultural. O projeto segue até Junho nos espaços Solar Boa vista e Camilo de Jesus Lima.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: http://www.cultura.ba.gov.br

Espaços Culturais da SecultBA –
A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia mantém 17 espaços culturais geridos pela Diretoria de Espaços Culturais (DEC), e localizados em diversos Territórios de Identidade. Destes, cinco encontram-se em Salvador – Cine Teatro Solar Boa Vista, Espaço Xisto Bahia, Casa da Música de Itapuã, Centro de Cultura de Plataforma e Espaço Cultural Alagados – e 12 nos municípios de Alagoinhas, Feira de Santana, Guanambi, Itabuna, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Mutuípe, Porto Seguro, Santo Amaro, Valença e Vitória da Conquista. Para mais informações, acesse: http://www.espacosculturais.wordpress.com.

 

Anúncios