Improviso, Oxente! levanta debates sobre cidade de Ilhéus


Iniciativa acontece todas as terças (5) e mostra o que mudou na cidade durante os últimos quatro anos.

improvisooxente

Foto: Tacila Mendes

Baseado no tema “A Ilhéus que queremos” o Instituto Nossa Ilhéus (INI) em parceria com o Teatro Popular de Ilhéus (TPI) promove a partir do dia 5, sempre às 19h a próxima edição do quadro Improviso, Oxente!. O evento será composto por 13 encontros que vão até o dia 28 de setembro, semanalmente, sempre às terças, e discute sobre os 12 eixos do Programa Cidades Sustentáveis. Entre os temas abordados estão governança, bens naturais, justiça, sustentabilidade, cultura e saúde. O Teatro Popular de Ilhéus é uma instituição que tem apoio financeiro do Governo do Estado, através da linha de fomento Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos do Fundo de Cultura, da Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

Os encontros acontecem na Tenda do TPI mostrando os indicadores desde o ano de 2012, referente a cada setor. A idéia é mostrar à população o desenvolvimento da cidade e o que precisa melhorar. Para compor a mesa de cada edição, serão convidados professores e representantes dos setores, além de intervenções artísticas. O evento será aberto ao público e pretende reunir pessoas de todos os setores da sociedade civil, além de representantes do poder público.

O primeiro encontro tem o tema “Retrospectiva 2012 – A Ilhéus que herdamos”. A apresentação será do Programa Cidades Sustentáveis, que oferece aos gestores públicos uma agenda completa de sustentabilidade urbana um conjunto de indicadores e um banco de boas práticas com casos exemplares nacionais e internacionais, a fim de sensibilizar e mobilizar cidades brasileiras para se desenvolverem de forma econômica, social e ambiental sustentável.

Fortalecer a cidadania e a democracia participativa e levar conhecimento a população é a ideia do projeto, segundo a diretora-presidente do INI Maria do Socorro Mendonça. “Conhecer a cidade e saber quais são as necessidades prioritárias a partir de indicadores é que nos dará a segurança de que a qualidade de vida do nosso povo está ou não melhorando”, destaca. Ela ainda lembra que o Programa Cidades Sustentáveis alinhado ao Objetos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) municipaliza as ações para cumprimento até 2030 das metas estabelecidas no acordo assinado pelo Brasil junto com outros 192 países na ONU. “No Improviso, Oxente!, os ilheenses terão a oportunidade de discutir quais indicadores e metas deverão ser acompanhados pelo candidato que assumirá em 2017 a gestão do município”, finaliza.

O “Improviso, Oxente!” termina com a apresentação das metas propostas para a cidade de Ilhéus até 2020 produzida pela sociedade de uma forma participativa para serem entregues aos candidatos ao Legislativo e ao Executivo municipais.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br.

SERVIÇO:

Improviso, Oxente!

Quando: 5 de julho a 28 de setembro sempre às terças-feiras.

05 de julho  

Tema: “Retrospectiva 2012 – A Ilhéus que herdamos”.

12 de julho  

Tema: “Governança”

19 de julho  

Tema: “Bens Naturais Comuns”

26 de julho 

Tema: “Equidade, Justiça Social e Cultura de Paz”

02 de agosto

Tema: “Gestão local para a sustentabilidade”

09 de agosto  

Tema: “Cultura para a sustentabilidade”

16 de agosto

Tema: “Educação para a sustentabilidade e qualidade de vida”

23 de agosto

Tema: “Economia local dinâmica, criativa e sustentável”

06 de setembro  

Tema: “Consumo responsável e opções de estilo de vida”

13 de setembro  

Tema: “Melhor mobilidade, menos tráfego”

20 de setembro  

Tema: “Ação local para a saúde”

27 de setembro  

Tema: “Do local para o global”

28 de setembro  

Tema: “Entrega oficial das metas da Ilhéus que queremos em 2020”

Onde: Tenda do Teatro Popular de Ilhéus

Horário: 19h

Anúncios