Divulgado resultado da análise prévia dos Editais Setoriais 2016


card_analise_previa

Nesta quinta-feira, 1º de setembro, a Secretaria da Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) divulgou o resultado da análise prévia dos 23 Editais Setoriais do Fundo de Cultura da Bahia 2016. Nesta fase, as propostas são avaliadas quanto ao atendimento às exigências de participação nos editais, verificando a adequação aos concursos. Dos 3.265 projetos enviados, 2.600 cumpriram as regras e foram efetivamente inscritos, e passarão agora à fase de seleção a partir da análise de mérito por comissões especializadas.

Dentre os certames, há aqueles que se relacionam às questões específicas de territorialização da cultura e são executados pela Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult): o Edital de Dinamização de Espaços Culturais, que foi um dos quatro que tiveram maior número de propostas apresentadas (252), contabilizando por fim 178 inscritas, e o Edital Territórios Culturais, que registrou o expressivo número de 116 inscrições devidamente realizadas.

No total, os Editais Setoriais 2016 reúnem um aporte de R$ 31,620 milhões em investimentos nas mais diversas áreas da cultura, sendo R$ 2 milhões para o Edital Territórios Culturais, que fomenta a realização de ações de cooperação e intercâmbio entre artistas e agentes culturais nos territórios de identidade baianos, e R$ 1,5 milhão para o de Dinamização de Espaços Culturais, que acolhe propostas que prevejam uma programação regular de espaços culturais, públicos ou privados, durante um período de três a seis meses.

Acesse resultado da análise prévia aqui.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias de Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que, apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em quatro linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural; e Editais Setoriais.

Anúncios