SecultBA empossa titulares do Colegiado de Gestão Participativa do Teatro Dona Canô na última quarta


WhatsApp Image 2017-05-24 at 18.41.48

Posse dos integrantes do Colegiado e dos representantes da DEC | Foto: Divulgação

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), através de sua Diretoria de Espaços Culturais (DEC), unidade da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult), empossou nesta quarta-feira (24), os 15 titulares do Colegiado de Gestão Participativa do Teatro Dona Canô, localizado em Santo Amaro. Na ocasião, esteve presente a equipe da Diretoria de Espaços Culturais (DEC), setor vinculado à Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult), representada pela diretoria Maria Marighella, o coordenador de relações institucioanis, Geovan Braz. Durante a posse, intervenções artísticas marcaram o evento com a apresentação do grupo Swing Dance e o solo de Jeferson Santana do Balé Afro do Recôncavo. O integrante do Colegiado, Rosildo Rosário, assume o cargo com o desejo de contribuir para a gestão. “Minhas expectativas são de contribuir para o sucesso da gestão, de compreender como funciona internamente o processo de gestão de equipamento público” e comemora a abertura que a sociedade civil passa a ter através da representatividade nos Colegiados de Gestão Participativa. “Eu vejo que com essa abertura, a sociedade civil com o estado, abre uma possibilidade de que as pessoas se sintam, de fato, como parte integrante dos equipamentos, parte da gestão, e pode pautar os desejos da sociedade civil nos equipamentos públicos”, completa Rosildo.

Com lista publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) no dia 20 de dezembro de 2016, os membros foram eleitos sob o critério de maior representatividade cultural, conforme julgamento de uma comissão formada pelo secretário de Cultura; pelos superintendentes da Secretaria; pelos dirigentes das unidades vinculadas – Fundação Cultural, Fundação Pedro Calmon, Centro de Culturas Populares e Identitárias e Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural; além dos dirigentes da Associação dos Dirigentes Municipais de Cultura da Bahia e do Conselho Estadual de Cultura.

Desde 2015 até hoje, são oito espaços culturais administrados pela SecultBA que já possuem Colegiados de Gestão Participativa instituídos: Centro de Cultura de Porto Seguro, no território da Costa do Descobrimento; Centro de Cultura Adonias Filho, em Itabuna, no Litoral Sul; Cento de Cultura Olívia Barradas, em Valença, no Baixo Sul;Centro de Cultura de Alagoinhas, no Litoral Norte e Agreste Baiano; Casa de Cultura de Mutuípe, no território Vale do Jequiriçá; Centro de Cultura Antônio Carlos Magalhães, em Jequié, no Médio Rio das Contas; Teatro Dona Canô, em Santo Amaro, no Recôncavo; e o Centro de Cultura de Amélio Amorim, no Portal do Sertão.

Instâncias de controle social que formalizam a participação da sociedade civil na gestão dos espaços culturais administrados pela SecultBA, os Colegiados de Gestão Participativa, de caráter consultivo e opinativo, cumprem mandatos de dois anos, estabelecendo canais diretos de diálogo, debate e proposição de ações, estratégias e diretrizes para o pleno funcionamento dos equipamentos culturais. Os representantes devem se comprometer em ampliar a participação das comunidades, apoiar a gestão de forma ampla, pensar a dinamização dos espaços e contribuir para torná-los uma referência na produção e difusão cultural do seu território. A normatização dos Colegiados de Gestão Participativa tem como base a Portaria 338/2014, em consonância com a Lei Orgânica da Cultura da Bahia (Lei 12.365/2011), considerando o estímulo e a garantia da participação social na gestão pública estadual de cultura

Espaços Culturais da SecultBA – A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia mantém 17 espaços culturais em diversos territórios de identidade baianos, geridos pela Diretoria de Espaços Culturais (DEC), setor vinculado à Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult). Destes, cinco encontram-se em Salvador – Cine Teatro Solar Boa Vista, Espaço Xisto Bahia, Casa da Música de Itapuã, Centro Cultural de Plataforma e Espaço Cultural Alagados – e 12 nos municípios de Alagoinhas, Feira de Santana, Guanambi, Itabuna, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Mutuípe, Porto Seguro, Santo Amaro, Valença e Vitória da Conquista. Para mais informações, acesse: www.espacosculturais.wordpress.com.

Anúncios