Sobre a Pele se apresenta no Amélio Amorim com tema sobre violência contra a mulher


A peça faz parte da convocatória do Ocupe Seu Espaço e ainda promove oficinas de linguagem teatral

FEIRA_DE_SANTANA_NOVO_Cartaz_Sobreapele_2017

O espetáculo Sobre a Pele estreia nos palcos do Centro de Cultura Amélio Amorim – espaço cultural administrada pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) – na convocatória do Ocupe Seu Espaço. Com tema que aborda a violência contra a mulher, o projeto promove discussões pós-espetáculo e realiza também oficinas de Estado Cênico e Movimento Essencial, todas voltadas para o teatro. O espetáculo acontece nos dias 01 e 02 de junho, às 20h, e as oficinas no dia 02 de junho, às 09h, e no dia 03, às 14h. O ingresso custa R$10 (inteira) e R$5 (meia) e as oficinas são gratuitas. A classificação é de 14 anos.

Com a assinatura do ator, diretor e dramaturgo Fernando Santana, o espetáculo narra à história de Sofia, uma mulher idosa que perdeu a visão após presenciar o afogamento da mãe. Presa em um manicômio e em sua própria mente, ela revive fragmentos de sua trajetória repleta de opressões, perda da esperança e sepultamento dos sonhos. A peça é montada pelos atores Uerla Cardoso, que representa Sofia em seu momento atual (velhice), e as outras três, Lílith Marques, Ella Nascimento e Jane Santa Cruz, interpretam Sofia nas suas três memórias traumáticas: da infância, juventude e maturidade, respectivamente. A história também conta com as participações especiais em vozes-off dos mestres Harildo Déda (Psiquiatra) e Hebe Alves (Professora de Balé).

Já as oficinas que acontecem nos dias 02 e 03, trabalham com dois temas. A oficina Estado Cênico se fundamenta na dramaturgia e atuação  é oferecida para participantes femininas a partir de 15 anos, com alguma experiência em teatro. É ministrada pelo dramaturgo e diretor do espetáculo, Fernando Santana e Ixchel Castro (diretora assistente). Desenvolve, a partir de exercícios práticos e teóricos, a criação de novos textos teatrais sem perder de vista a inteireza cênica, o que os ministrantes intitulam de “corpo constante”.  São ofertadas 15 vagas que podem ser preenchidas no local.

A oficina Movimento Essencial, parte de exercícios da atuação e princípios da dança, é ministrada por Jane Santa Cruz (atriz e produtora da peça), Ella Nascimento, Uerla Cardoso e Lílith Marques (atrizes). Exercícios voltados a técnicas de interpretação, tendo como eixo o movimento-imagem-ação e princípios de vários estilos brasileiros de dança, entre eles a dança afro e o côco e outras referências de estilos femininos como o stiletto (dança de salto), trabalhando os shakras (pontos de energia do corpo), como fonte propulsora da criação e da presença cênica em si, são elementos trabalhados na oficina. Serão oferecidas 20 vagas que também podem ser preenchidas no local.

Sobre a Pele – é uma realização do Colectivo Âmbar-Brasil, rede de artistas e promotores cênicos latino-americanos. E busca, pela via do teatro, promover a discussão sobre a opressão feminina e a loucura – através dos artistas baianos da rede. Estreado em 2016, o espetáculo foi indicado ao Prêmio Braskem de Teatro nas categorias Melhor Atriz (Uerla Cardoso), Melhor Texto (Fernando Santana) e Revelação (também Fernando Santana, pela direção).

Ocupe Seu Espaço – o projeto é uma iniciativa da Casa do Sapateado Rachel Cavalcanti com a finalidade de expor, discutir, informar e agregar o sapateado no cenário cultural baiano ao reunir os profissionais da área para exposição, informação e troca de conhecimentos sobre esta modalidade de dança. Este ano de 2017, o EnSBa foi contemplado na Convocatória Ocupe seu Espaço, realizado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, uma iniciativa com apoio institucional do Governo do Estado da Bahia, que visa impulsionar a difusão, democratizar o acesso, dinamizar os espaços e contribuir para o cumprimento dos objetivos das políticas culturais na dimensão territorial da cultura.

Espaços Culturais da SecultBA – A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia mantém 17 espaços culturais em diversos territórios de identidade baianos, geridos pela Diretoria de Espaços Culturais (DEC), setor vinculado à Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult). Destes, cinco encontram-se em Salvador – Cine Teatro Solar Boa Vista, Espaço Xisto Bahia, Casa da Música de Itapuã, Centro Cultural de Plataforma e Espaço Cultural Alagados – e 12 nos municípios de Alagoinhas, Feira de Santana, Guanambi, Itabuna, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Mutuípe, Porto Seguro, Santo Amaro, Valença e Vitória da Conquista. Para mais informações, acesse: www.espacosculturais.wordpress.com.

Anúncios