“A arte das periferias” é tema de debate no Centro Cultural Plataforma


Latitudes[1]

Na próxima edição do “Rede ao Redor”, a periferia é centro de artes e culturas que pulsam e expressam suas diversidades. O projeto acontece entre os dias 30 de novembro e 02 de dezembro no Centro Cultural Plataforma – espaço cultural administrado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) em Salvador – e apresenta uma programação que tem como proposta conectar em rede as produções artísticas e culturais das periferias. A entrada é gratuita.


Com o tema “Encontro de Artes das/nas Periferias”, o projeto provoca a todos a olharem ao seu redor e descobrir toda a potência dos artistas das periferias. Dentre os destaque, na quinta-feira (30/11), às 15h, acontece o “papo (p)reto: só quem passou fome pra chegar nesse apetite”, cujo debate questiona de que forma a periferia mata as fomes que não são de comida.

Na sexta-feira (31/11), às 18h, o “Sarau de Plataforma e de outras Latitudes” recebe as artistas Livia Natália, Amanda Rosa, Yuna Sant´Anna, Joyce Mello, Áurea Semiséria, Dandara Baldez. No dia seguinte (01/12), a “Mosta Dialogada de Curtas Cine Dendê” exibe o curta-metragem “Rapsódia para um Homem Negro”, que conta a história de Odé, cujo irmão, Luiz, foi espancado até a morte durante um conflito em uma ocupação em Belo Horizonte.

O “Rede ao Redor” faz parte do “Latitudes Latinas”, um projeto que integra as atividades de extensão do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Prof. Milton Santos da Universidade Federal da Bahia e que contempla atividades voltadas à difusão da arte, da cultura e do pensamento crítico latino-americano. Dentre suas principais atividades estão a realização de ciclos de encontros, programas de rádio e um festival internacional bienal.

Espaços Culturais da SecultBA – A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia mantém 17 espaços culturais em diversos territórios de identidade baianos, geridos pela Diretoria de Espaços Culturais (DEC), setor vinculado à Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult). Destes, cinco encontram-se em Salvador – Cine Teatro Solar Boa Vista, Espaço Xisto Bahia, Casa da Música de Itapuã, Centro Cultural de Plataforma e Espaço Cultural Alagados – e 12 nos municípios de Alagoinhas, Feira de Santana, Guanambi, Itabuna, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Mutuípe, Porto Seguro, Santo Amaro, Valença e Vitória da Conquista.

Confira a programação completa:

Quinta, 30 de novembro de 2017

15h – Papo (p)reto: “só quem passou fome pra chegar nesse apetite”.
De que forma a periferia mata as fomes que não são de comida? (Bate-papo sobre as artes das/nas periferias)
Participantes: Cairo Costa e Marcos Paulo Silva (Juventude Ativista de Cajazeiras) | Pedro Maia (Biblioteca Zeferina) | José Eduardo Ferreira (Acervo da Laje) | Heraldo de Deus e Leno Sacramento (Ouriçado Produções) | Fátima Gavião (Calabar) | Marcio Bacelar (Centro Cultural Plataforma) | Fabrício Cummings | Marina Lima e Vaguiner Bráz (Coletivo Cutucar) | Marise Urbano + Ihago Allech (Copecine) | Coletivo Sarau do Alto do Cabrito | Valdeck Almeida de Jesus | Sandro Sussuarana (Sarau da Onça) | Natureza França (A Corda Samba de Roda) | Eduardo Alves + Bruno Novais + Dimmy Oliveira (Diáspora: Núcleo Negro de Pesquisa Artística)
17h – Mostra Dialogada de Curtas Cine Dendê (Curadoria: Copecine)
Deus – Vinicius Silva | RJ | 25 min | 2016 | Livre
Estamos Todos Aqui – Rafael Mellim e Chico Santos | SP | 21 min | 2017 | 14 anos
18h – Sarau de Plataforma e de Outras Latitudes
Negras Utopias | Juventude Ativista de Cajazeiras) | Coletivo Sarau do Alto do Cabrito | Valdeck Almeida de Jesus | Sarau da Onça | A Corda Samba de Roda

Sexta, 1 de dezembro de 2017
10h – Bate-papo Musicado: Mamasónika – Dança que Canta (México)
15h – Papo de Mulher Preta: ”Se eu for pra essas mina um espelho, eu venci” (Bate-papo sobre trajetórias de mulheres negras)
Participantes: Ananda Santana | Samira Soares | Marina Lima (Coletivo Cutucar) | Lívia Natalia | Justina Santana | Ana Vaneska | Dandara Baldez | Joyce Mello | Amanda Rosa | Lívia Suarez, Luise Reis e Jamile Santana (La Frida Bike) | Yuna Sant´Anna | Marise Urbano (Cine Dendê) | Áurea Semiséria | Taíssa Cazumbá | Inajara Diz Santos (Flor de Milho Quilombo de Artes)
17h00 – Mostra Dialogada de Curtas Cine Dendê (Curadoria: Copecine)
Fervendo – Camila Gregório | BA | 16 min. | 2017 | Livre
A Invisibilidade da Identidade Negra na Educação – Taís Amordivino | BA | 16 min. | 2016 | Livre
18h00 – Sarau de Plataforma e de Outras Latitudes
(Poesia + Música + Dança + Performances)
Convidadas: Livia Natália, Amanda Rosa, Yuna Sant´Anna, Joyce Mello, Áurea Semiséria, Dandara Baldez

Sábado, 2 de dezembro de 2017
10h – Preta, vem de Bike – La Frida
+ Kaleidokleta – Leika Mochán (México)
15h – Somos Semente (bate-papo sobre genocídio da juventude negra e re-existências) com a perfomance de “A paz” de vera V. e Marcos Araújo.
Participam: Ítala Herta (Vale do Dendê) | Enderson Araújo (Movimentos) | Reaja ou Será morto/a | Camila Fiúza | Gabriel Swahili | Jaguaraci Aragão (Mídia Étnica) | Icaro Jorge (Ocupapreto e Coletivo Ousar), Gleide Davis (Coletivo Sarau do Cabrito), Busta Mavi (Tallowah).
17h – Mostra Dialogada de Curtas Cine Dendê (Curadoria: Copecine)
Rapsódia para um Homem Negro – Gabriel Martins | BH | 25 min. | 2015 | 12 anos
Peripatético – Jéssica Queiroz | SP | 15 min. | 2017 | Livre
Feirinha de Marcas das Periferias
Empoderamente (Turbantes) | Yabá Acessórios | Carlos Oluyê (Roupas)
Laissa Ferreira (Sequilhos e Biscoitos Caseiros) | Matias Romani (Pastéis Veganos)
18h – Shows e Perfomances de Encerramento
Salt n´ jazz | Moover Dance | The Black´s | Mamasónika | Tallowah

Anúncios